Ex-goleiro Bruno pode ser solto a qualquer momento

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) julgará nesta quarta-feira (6) o pedido de habeas corpus para o goleiro Bruno Fernandes, que responde processo por ter supostamente seqüestrado e assassinado a ex-amante Eliza Samudio.

A possibilidade do goleiro ser libertado antes do julgamento traz à tona a demora da justiça brasileira em apreciar caso como este, que envolve um crime hediondo.

Bruno está há oito meses numa cela em galeria especial na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH. “Sou rigoroso e inteiramente contra a ideia de colocar um acusado de crime hediondo para responder em liberdade. Ao segregar um homem, precisamos avaliar o tipo de crime e não se ele é réu primário ou se tem bom comportamento. O goleiro Bruno é acusado de um crime brutal, bárbaro, covarde e a juíza viu motivos para mantê-lo preso. Ele foi denunciado e vai a júri popular, é o que ele deve aguardar”, critica o promotor Francisco Santiago. Informações do Correio Brasiliense.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: