Saiba como economizar água e reduzir os gastos na conta

Os dados são oficiais: os consumidores baianos desperdiçam 30% do volume de água registrado nos hidrômetros. E esse uso irracional tem um custo: em média, as contas encaminhadas às residências dos cerca de 3 milhões de clientes da empresa em todo o estado poderiam ser 50% mais baratas, de acordo com informações do superintendente de Operações da Embasa (Empresa Baiana de Águas e Saneamento) para Salvador e Região Metropolitana, Carlos Ramirez.

“Depois que fui morar em um apartamento com controle individual de água percebi que mudanças simples no consumo podem resultar em uma grande economia no final do mês”, disse a contadora Marina Mattos. Há um ano, quando foi morar na Pituba, ela passou a evitar banhos demorados e não deixa mais a torneira aberta quando vai lavar a louça.

“A cada três meses também pago um encanador para verificar se há algum vazamento em todas as instalações hidráulicas”, afirmou Marina.Existem outras dicas para reduzir o gasto com consumo de água (confira no infográfico abaixo)

Fraude
Segundo Carlos Ramirez, o exemplo da contadora, infelizmente, não é seguido pela população. “Realizamos uma fiscalização recentemente em alguns bairros e constatamos que 4.103 hidrômetros apresentavam algum tipo de fraude somente em Salvador”, afirmou. “Isso significa que o número de hidrômetros fraudados é muito maior porque é humanamente impossível fiscalizar toda a cidade”, acrescentou. Na capital baiana existem 650 mil ligações registradas pela Embasa.

A multa para quem frauda os hidrômetros é pesada. Além de ter de assumir todos os serviços para o restabelecimento da ligação, o consumidor ainda tem de se responsabilizar pelo pagamento de um mês de consumo normal, valor que é retroativo a um ano. Ou seja, se o cliente que fez a fraude gasta R$ 20 por mês, só de multa ele terá de pagar R$ 240.

Cuidado extra com o calor: aumento de até 20% no consumo
Síndica de um prédio de 17 andares no bairro de Cidade Jardim, Roberta Pinheiro lançou uma campanha para conscientizar os moradores depois que a conta de água do condomínio registrou um aumento de quase 40% nos últimos seis meses. “Como o número de moradores era o mesmo, percebi que alguma coisa estava errada”, disse a síndica.

A partir daí, Roberta passou a encaminhar para o e-mail de cada morador dicas para economizar água, determinou que os carros fossem lavados apenas com balde e fez uma rigorosa inspeção em todos os apartamentos e nas áreas comuns. “Mesmo pagando para um encanador fazer a vistoria em cada residência, os resultados foram ótimos porque conseguimos reduzir o valor da conta em 20%”, disse a síndica.

“Só com a mudança de comportamento das pessoas é que vamos garantir o abastecimento de água para as próximas gerações”, disse Carlos Ramirez, superintendente da Embasa. “Muitas vezes as pessoas não têm noção, mas uma simples torneira pingando o tempo todo significa o desperdício de 1.400 litros de água por mês”, afirmou Ramirez. De acordo com ele, no Verão, o consumo de água aumenta em cerca de 20%. “Então, temos de evitar qualquer tipo de desperdício mesmo”, acrescentou.

Carlos Ramirez afirma que, além das fraudes, há outro fator que contribuiu para o desperdício de água em Salvador: os lava-jatos clandestinos. “Os proprietários usam a água de forma indiscriminada porque simplesmente não pagam um centavo por mês pelo consumo”, diz.

Correio da Bahia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: